Dicas de oratória: como liderar e perder o medo de falar em público

microfone-oratoria-people-skills

Antes de me tornar CEO do Além da Facul, eu participei do quadro MBA Fora de Hora – um projeto que começou despretensiosamente com o objetivo inicial de passar alguns aprendizados obtidos a partir das experiências de seus convidados, isto é, pessoas com jornada profissionais e carga de conhecimento bastante relevantes.

No quadro, eu conversei com o Álvaro Shocair, meu amigo e parceiro de projetos.

O Álvaro é um cara sensacional: um dos grandes nomes no mercado financeiro que temos no Brasil, possui uma carreira marcada por ter feito parte de grandes empresas e é um baita empreendedor; um grande exemplo disso é a Link School of Business, uma faculdade com um único curso, de administração, focada 100% em Empreendedorismo.

Entretanto, apesar de ter tanto a ensinar, o artigo não é sobre o Álvaro, e sim sobre a importância da oratória e como essa People Skill pode te diferenciar da maioria das pessoas.

Vamos lá?

People Skills, oratória e o sistema educacional brasileiro

Seja na escola ou na faculdade, é comum o ensino apenas de habilidades técnicas, as chamadas Hard Skills, como matemática, cálculo, inglês, sistemas, etc.

Porém, na maioria das vezes, o que diferencia as pessoas dentro de uma empresa é a presença de competências sócio-emocionais, chamadas de People Skills, como a capacidade de trabalhar em equipe, a inteligência emocional, a liderança ou a resiliência.

Ainda falando sobre o nosso modelo de educação, existem ao meu ver quatro principais problemas em sua estrutura:

  • Os modelos de aulas geram desconexão do que é necessário para o cotidiano do aluno (aprendem-se muitas coisas inúteis)
  • Existe uma desconexão entre as matérias: na faculdade/escola, observa-se uma separação muito visível dos caminhos, todavia, quando nos deparamos com o ambiente empresarial, precisamos tomar decisões que demandam a complementaridade de direções
  • Só existem aulas de habilidades técnicas. Apesar de serem importantes, não são suficientes)
  • As aulas são, em sua maioria, chatas, monótonas e expositivas, onde apenas o professor é detentor do conhecimento.

Tendo em vista sua importância, é fundamental salientar que as People Skills podem ser desenvolvidas, assim como tudo em nossas vidas! Nunca acredite em ninguém que te diga o contrário disso.

As People Skills douradas

No nosso papo, o Álvaro me perguntou sobre as People Skills que eu considero mais importantes e, sem pensar duas vezes, eu respondi que em primeiro lugar era a ética, já que na minha concepção ela é a base para todas as outras competências sócio-emocionais.

O autoconhecimento também é muito importante, uma vez que a chance de tomar decisões erradas diminuem quando sabemos o que queremos e quem somos.

Depois, acredito que venham a comunicação, o trabalho em equipe, a disciplina e a resiliência.

Por que você precisa da oratória?

Oratória é o “conjunto de regras que constituem a arte do bem dizer, a arte da eloquência; a retórica”.

E esse tema é tão relevante porque, dentre outros motivos, pode-se perder muitas oportunidades caso o emissor da mensagem não saiba colocar de forma adequada o que ele deseja expor.

Muitas vezes, as ideias existem e os posicionamentos também, mas, na hora de falar, as pessoas travam e sentem que não são capazes. Para se ter uma ideia, segundo um estudo realizado em 2005 pelo jornal britânico Sunday Times, o ser humano tem menos medo de morrer e de adquirir doenças do que de falar em público.

Na vida corporativa, na faculdade, na escola, e até nos nossos relacionamentos, é certo que precisamos nos expressar publicamente e aqui vão algumas técnicas que podem te ajudar com essa People Skill super necessária e importante:

Dicas para treinar a oratória

  1. Acredite que você é capaz
  2. Só existe uma forma de melhorar a sua oratória: falando
  3. Cuidado com a sua vestimenta: ela vai formar a primeira imagem que as pessoas terão de você
  4. Postura ereta: manter uma postura ereta vai te manter mais calmo. Mantenha os dois pés fixos no chão e mãos apoiadas em uma “caixa imaginária” (quando você imagina uma caixa apoiando suas mãos, é provável que você gesticule menos
  5. Lembre-se de nunca cruzar os braços ou colocar as mãos nos bolsos, pois isso pode criar uma barreira com o seu público
  6. Lembre-se da respiração. Faça pequenas pausas, respire e continue falando; isso evita o famoso “éééé” no meio do discurso, que só irá te atrapalhar
  7. Olhe nos olhos da plateia
  8. Cuidado com os vícios de linguagem.

Não se esqueça de que você é o único responsável pelo seu desenvolvimento e que não existe nada que você não seja capaz de fazer com força de vontade, comprometimento e perseverança.

No blog você encontra diversos artigos sobre People Skills, Liderança e Empreendedorismo e eu estou sempre aqui para te ajudar da forma que eu puder.

Gostou deste artigo? Compartilha com alguém que você acha que vai curtir também!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.