Educação empreendedora no Brasil: live no Nunca Normal

  • por
educação-empreendedora--link-school-of-business

Fui convidado pelo pessoal do canal Nunca Normal para fazermos uma live sobre Educação e Empreendedorismo em seu canal no YouTubeA seguir, você confere os principais destaques do bate-papo!

Os 3 pilares da Link School of Business

Iniciamos a conversa falando a respeito da Link School of Business, faculdade de Empreendedorismo. Pensando do ponto de vista de aluno, empreendedor e professor, nos perguntamos quais eram os conteúdos importantes aprender na faculdade para auxiliar na jornada empreendedora.

O time da Link visitou mais de cem universidade dentro e fora do país e, assim, juntamos o melhor do que pudemos extrair de cada uma delas para montar nosso curso de graduação, focado 100% em empreendedorismo.

Os três pilares fundamentais da Link são:

1) O professor precisa ser alguém que fez ou faz aquilo que ensina, não pode ser alguém que conheça a teoria apenas e não tenha vivência.

2)  A transmissão do conteúdo não pode ser de maneira expositiva, a aula deve simular o mais próximo possível o que acontece na vida real.

3) As habilidades técnicas e comportamentais têm o mesmo peso, fugindo do modelo tradicional onde o foco costuma ser no conteúdo técnico.

O time da Link School of Business

Recrutar o time de professores da Link é um desafio. O conhecimento teórico e a experiência na prática são fundamentais.

Além disso, é preciso uma boa didática para transmitir o conteúdo e ter vontade e disponibilidade de fazer isso.

Contratamos uma parceria com uma universidade da Dinamarca que nos traz um pouco do seu método de dar aula e adaptamos para nossa realidade. Fazemos um trabalho conjunto com os professores para garantir que a aula seja uma verdadeira experiência ao aluno e isso possa resultar em aprendizado que vá além da teoria. 

Isso porque observamos que o modelo de educação que conhecemos é desta maneira por conta da Revolução Industria: o método comando e controle. O funcionário deve fazer exatamente o que tiver sido orientado por seu gestor.

Contudo, agora a parte técnica está sendo cada vez mais feita por computadores e robôs, o que propicia a construção de um cenário distinto.

As decisões são tomadas levando em conta diversos fatores, como finanças, marketing, produção, pessoas… Quanto mais integradas e híbridas forem as experiências na sala de aula, mais eficiente será o aprendizado. O mecanismo industrial precisa ser quebrado e atualizado para o século XXI, na era digital.

O mundo FANI

O antigo conceito conhecido como VUCA ( Volátil – Incerto – Complexo e Ambiguo), deixa de existir para dar lugar ao FANI (no inglês BANI):

  • Frágil
  • Ansioso 
  • Não-linear  
  • Incompreensível 

Não temos mais uma figura que conheça tudo; a educação agora é uma construção colaborativa, acontece praticamente em tempo real.

Instagram e Youtube são como grandes salas de aula, hoje, uma vez que diversos conteúdos que você deseja aprender podem ser encontrados nessas plataformas. O modelo híbrido é você aprender remotamente e usar o espaço da sala de aula, para ser um local onde as coisas são colocadas em prática, tirar dúvidas, trabalhar em grupo e trocar experiências entre as pessoas presentes.

O principal papel das faculdades é preparar o aluno para o mercado de trabalho e para vida.

A importância das People Skills

O processo de sensibilização dos pais e alunos sobre este novo modelo de educação envolve convencê-los de que o modelo tradicional já deveria ter deixado de existir. Por isso, empreendemos com essa nova proposta, é uma experiência, algo nunca feito antes,

Existem 50 milhões de jovens no Brasil em idade escolar, e destes apenas metade consegue chegar ao final do ensino médio e se formar. O problema é mais complexo, pois dentro da estatística dos que se formam, constatamos que muitos não são capazes de fazer operações básicas de matemática.

Os conceitos de Lifelong Learning e adaptabilidade são muito importantes para esta geração, pois estima-se que viverão aproximadamente 100 anos e terão ao longo da vida aproximadamente oito carreiras diferentes.

Sendo assim, a base da inovação é formada por três People Skills importantes que são: curiosidade, criatividade e resiliência.

A crise da educação

Hoje vivemos duas crises relevantes: a primeira é a crise na educação, que leva à segunda, que é a de liderança. Isso culmina em outras crises, tais como econômicas, sociais, sanitárias, etc … Uma vez que a educação comece a ser revisada, as demais sofrerão um efeito positivo por consequência, e assim muita coisa irá evoluir.

Existe uma cultura no Brasil que muitas vezes o empresário é visto como vilão, e isso precisa ser mudado. Empreender não é apenas criar algo:  é uma atitude de vida para mudar e melhorar, construindo algo que seja maior do que si.

O oposto do empreendedor são aquelas pessoas que não sabem o que querem, nem para onde estão indo, estão apenas deixando a vida levar. 

Nós precisamos empreender primeiramente em nossas vidas, sermos os gestores da nossa história, buscando algo verdadeiro e que faça sentido. Só assim poderemos, de fato, fazer alguma diferença.

No instagram do Além da Facul estamos sempre compartilhando conteúdo sobre people skills, liderança, empreendedorismo. Aproveite para seguir!

Marcações:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.