People Skills na área da saúde: como desenvolvê-las e aplicá-las?

  • por
people-skills-saude

No dia 02 de junho fui convidado pela FISIO UNISUAM para participar de um podcast sobre a área de fisioterapia.

Nele, batemos um papo sobre a importância das People Skills e como elas se relacionam com a área da saúde.

Conversei com o Alex Oliveira e o Luciano Teixeira, que, além de fisioterapeutas e professores, são os apresentadores do programa.

Os destaques desse super bate papo você confere a seguir!

O que são as People Skills?

People Skills são as habilidades comportamentais e sócio emocionais, conhecidas também como Soft Skills (que de “soft” não têm nada).

Elas são fundamentais e tão importantes quanto as habilidades técnicas, conhecidas como Hard Skills, necessárias para exercer a profissão.

Alguns exemplos de People Skills são a oratória, disciplina e a escutatória, dentre muitas outras.

Quais são as principais People Skills na área de saúde?

Destacamos a ética e integridade como número zero, pois, antes de tudo, serão elas que possibilitarão a criação de sua reputação, baseada no respeito e resultados alcançados de forma honesta.

Em seguida, vem o autoconhecimento, que te fará entender melhor seus comportamentos e reações, possibilitando a tomada de decisões mais estruturadas.

Apoiando o autoconhecimento, temos a inteligência emocional, que lhe dará consciência dos seus sentimentos e como trabalhar os aspectos emocionais. 

Também destacamos a resiliência para seguir em frente apesar das negativas, e disciplina para ter foco no que realmente importa.

E, de acordo com o Luciano, a resolução de problemas complexos e empatia são as duas habilidades mais relevantes na área médica. Desta maneira, os profissionais se conectam verdadeiramente com o paciente, proporcionando uma experiência onde o cliente esteja sempre no centro.

Complementei com outras duas:

  1. Reputação – A percepção que as pessoas terão de nós
  2. Rede de contatos – Grande parte dos pacientes chega através de alguma indicação que se dá quando ele sente confiança de alguma maneira.

A resolução de problemas e a empatia são derivadas de uma outra People Skill: a escutatória. Saber ouvir é a base para coletar efetivamente as informações necessárias, entender como o paciente quer receber o atendimento. 

Já a empatia é ser capaz de enxergar da perspectiva de outra pessoa, com o olhar, coração e a cabeça dela.

Como desenvolver suas People Skills

Quando comecei a empreender percebi que os profissionais possuíam uma boa experiência técnica e ótimos currículos, mas faltavam outras características para uma melhor comunicação com a equipe, comunicação com o cliente e até mesmo disciplina nas atividades.

Uma vez identificada essa fraqueza, busquei recursos para desenvolver as skills que ajudariam as pessoas a superá-las.

É preciso adquirir experiência através de cursos, mentorias e principalmente se expor a situações para colocá-las em prática para evoluir.

E, geralmente, o processo de aprendizado acontece nas seguintes proporções:

  • 70 % se aprende fazendo, colocando em prática
  • 20% através de mentoria
  • 10% lendo a respeito do tema e fazendo cursos

Além disso, são estimadas 10 mil horas aproximadamente para ser considerando um profissional com experiência relevante. Mas se você melhorar sempre a cada dia, que seja 1% ao dia, você já estará evoluindo constantemente.

Como ressaltar a importância das People Skills

  • Falando sobre o tema, exemplificando o papel que desempenham e sensibilizando a respeito das People Skills
  • Colocando o holofote sobre alguma situação que as pessoas não estão percebendo, e que seriam resolvidas com a ajuda das People Skills
  • Apresentando ferramentas que auxiliem na implementação e desenvolvimento das People Skills

O tema é pouco falado, pois, tratando-se de habilidades comportamentais, é um elemento abstrato. Apesar disso, há ferramentas concretas para desenvolvê-las.

Além disso, estamos em um mundo de transição. Estamos indo para quarta revolução industrial, as mudanças ocorrem de maneira muito mais rápida do que já aconteceram no passado. Profissões estão mudando, sendo criadas. Muitas das que existirão em 20 anos sequer foram inventadas ainda. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa Michael Page, 91% dos profissionais são contratados por conta das habilidades técnicas, mas a maior parte das demissões ocorrem por conta das habilidades comportamentais.

Vemos gaps na contratação e treinamento. A avaliação de desempenho precisa considerar o comportamento e resultado que deve ser aderente aos valores da organização.

Como usar as People Skills para acompanhar as mudanças do mundo?

É preciso humildade para ter empatia, saber ouvir, entender que o mundo mudou e que precisamos nos adaptar. Desaprender algo e fazer a leitura do que precisa ser reaprendido.

Atualmente, 58% do desempenho de um profissional é devido à sua inteligência emocional.

O QI, coeficiente de inteligência é importante para abrir portas, entrar no jogo. O QE, coeficiente emocional é o que te faz ganhar o jogo. O QA, coeficiente de adaptabilidade, é o que te faz “ganhar o campeonato”. O quanto você consegue ler o ambiente e se ajustar para a nova realidade.

Como aplicar as People Skills na educação?

Aulas que trazem simulações aos alunos, como por exemplo: entrevistar alguém, negociar, simular atendimento a um paciente, dentro outros exercícios do tipo, são maneiras de preparar os estudantes para a realidade.

A transmissão de conteúdo pode ser gravada, mas a aplicação precisa ser vista ao vivo, praticada, para ser melhor absorvida.

A transição para um modelo de ensino mais desafiador

O ser humano está sempre em busca da zona de conforto, mas apenas fora dela o crescimento acontece. Encontramos oportunidades, buscamos conhecimento e fazemos contatos.

Já observei que os alunos que vêm de uma trajetória de vida com condições mais baixas e entendem os princípios das habilidades que te fazem crescer como a educação e sua aplicação, se mostram muitas vezes até melhores do que aqueles que já nasceram com condições mais favoráveis.

Eles já foram expostos as dificuldades e estão seguindo enfrentando-as. Possuem resiliência, lidam com a pressão, buscam mais recursos e desenvolvem a antifragilidade, que é um passo além da resiliência. 

O principal limitador que as pessoas têm está na mente. Os pensamentos autossabotadores, as crenças limitantes. Nós não somos nossos pensamentos, temos a capacidade de superar e seguir em frente.

Hoje a internet nos permite ter acesso ao conteúdo de pessoas que nos impulsionam, superaram desafios e que nos inspiram. A mentalidade de crescimento, ou growth mindset, é quando você sabe que tudo depende apenas de você mesmo, sem atribuir a terceiros a capacidade de crescer e se desenvolver.

Protagonismo, ser autor da sua vida, é uma People Skill muito importante.

Quais são as soft skills mais importantes?

  • Protagonismo: você é o protagonista da sua vida e da sua história; tome suas decisões e busque os recursos para transformar seus sonhos em realidade
  • Adaptabilidade: faça uma leitura do ambiente e identifique a melhor oportunidade, tenha a habilidade de desaprender e reaprender rapidamente
  • Autoconhecimento: foque no propósito, esteja em busca dele. Identifique onde se encaixa e o que faz sentido para você

Assim, você também terá vontade e determinação para correr atrás do que for necessário, e junto com ela virá a disciplina. Junto com a disciplina vêm a resiliência e inteligência emocional.

São as principais People Skills, junto com o trabalho em equipe e colaboração, pois 95% das coisas que fazemos são em times.

Assuma o compromisso de evoluir constantemente. Ao fazermos isso, estaremos mais próximos aos dois únicos objetivos do ser humano: ser feliz e ter sucesso.

OUÇA O PODCAST COMPLETO DANDO PLAY AQUI!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.