12 lições da filosofia de investimentos de Henry Ellenbogen

  • por

O Brazil Journal, do brilhante Geraldo Samor, publicou um artigo mostrando as 12 lições da filosofia de investimentos de Henry Ellenbogen, ex-CEO do T.Rowe Price e fundador da Durable Capital Partners. É considerado por muitos o “próximo Warren Buffet”. Conheci Henry pessoalmente em uma reunião em Baltimore, em julho de 2017, e fiquei impressionado com a sua velocidade de raciocínio e visão robusta de negócios.

Compartilho abaixo as 12 lições da filosofia de investimentos de Henry Ellenbogen:

1- “Eu gosto quando a empresa cria um produto, um serviço ou estratégia que é único e visionário a ponto de mudar sua indústria.”

2- “O apelo das small caps de alto crescimento que compro é que elas recompensam os investidores pacientes e buy-and-hold.” “O truque é identificar companhias e ter paciência para segurá-las. As duas partes são igualmente difíceis. Às vezes uma das melhores coisas que faço é resistir ao desejo de negociar as ações.”

3- “Eu costumo ter um filtro de alta qualidade. Eu foco na geração de caixa livre por ação. Essas companhias tendem a ser capazes de financiar seu próprio crescimento. Isso em geral faz com que elas sejam menos voláteis com o passar do tempo.”

4- “Eu olho para negócios que estou confiante que conseguem crescer seus resultados em taxas acima da média — 15-20% — pelo menos pelos próximos 10 anos. Consistência é a chave. Eu fujo de companhias quentes com alto crescimento e que ganham todas as manchetes. Essas ações geralmente despencam e lutam para se recuperar quando o crescimento desacelera ou os investidores encontram algo mais excitante. Crescimento sustentável me dá a disciplina para segurar uma ação ano após ano.”

5- “A capacidade de aumentar o faturamento num ritmo de dois dígitos é muito, muito difícil de se fazer ao longo de um período extenso de tempo e ser capaz de aumentar a riqueza em 20% ou mais é extremamente raro.” “Temos 250 ações, e entre as nossas top 20 posições é raro encontrar um nome que tenha sido adicionado ao portfólio nos últimos três anos. Há uma cauda muito longa na parte inferior, com tamanhos de posições menores que 0,25%. Essas tendem a ser empresas de early-stage — algumas delas de capital fechado — e há um grande risco de fracasso.”

6- “Warren Buffett diz que os juros compostos são uma das chaves para sua riqueza. Mas é também o crescimento dos lucros compostos em longos períodos de tempo que dá grandes retornos. Uma companhia cujo lucro cresce em média 20% ao ano por 10 anos verá seu resultado multiplicar por seis nesse período graças ao crescimento composto, e eu espero que sua ação cresça no mesmo ritmo.”

7- “Se conseguimos encontrar uma ou duas empresas ‘outliers’, e — esse é um grande ‘e’ — se tivermos a disciplina para segurá-las por um longo período de tempo, essa é a maior parte da batalha.”

8- “Companhias que requerem muito capital emprestado têm dificuldade de manter taxas consistentes de crescimento. Geralmente elas não conseguem pegar empréstimos com taxas de juros favoráveis quando elas mais precisam do dinheiro — durante reversões da economia.”

9- Uma pergunta que fazemos aqui é: ‘o management tem o mindset necessário para guiar a empresa para um segundo ato, que é o que é necessário para transformá-la num negócio bilionário?’” “De vez em quando encontramos um negócio bilionário?’” “De vez em quando encontramos um negócio que pode se tornar muito maior que também é gerido por alguém com a capacidade de torná-lo maior.”

10- “Cometemos nossa parcela de erros.”

11- “Temos uma visão de qual é o valor justo. Usamos intervalos em oposição a pontos absolutos.”

12- “…prestamos atenção ao ambiente macro, mas não é o que direciona nosso foco. Estamos buscando companhias que acumulam riqueza ao longo de períodos extensos de tempos, através de ciclos econômicos.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.